Portal dos Bebês

Fonoaudiologia

Odontologia

FOB
Imprimir AumentarDiminuir

altere o tamanho do texto:

Modo de transmissão

De acordo com o modo com que transmitem o som para a criança os aparelhos auditivos podem ser classificados em aparelhos de condução aérea e de condução óssea.

Condução aérea:

Nos aparelhos de condução aérea o som entra pelo microfone, sendo transformado em energia elétrica. Esta energia elétrica é processada e depois encaminhada para o receptor. O receptor converte o sinal elétrico amplificado novamente em som. O som que sai do receptor é encaminhado para o molde auricular e depois para a orelha da criança.  
Condução óssea:

Nos aparelhos de condução óssea o sinal que sai do circuito de processamento é transformado em vibração pelo receptor. Este receptor é chamado vibrador ósseo.
O vibrador ósseo é posicionado geralmente no osso que fica atrás da orelha (mastóide) e é sustentado por um arco metálico. 


 

Veja na animação abaixo como funciona o aparelho de condução óssea

O som é captado pelo microfone, amplificado e transformado em energia elétrica. A energia elétrica percorre o fio até chegar ao vibrador ósseo, onde será transformada em vibração. A vibração estimula o crânio e a cóclea, gerando a sensação auditiva.




Os aparelhos de condução óssea são utilizados em casos especiais, como por exemplo, em crianças portadoras de malformação da orelha que impossibilita a utilização dos aparelhos de condução aérea.

F.A.Q.
Desenvolvido por Lecom S.A.