Portal dos Bebês

Fonoaudiologia

Odontologia

FOB
Imprimir AumentarDiminuir

altere o tamanho do texto:

Tipo de Perda Auditiva

Perda Auditiva Condutiva

Neste caso a alteração está localizada no ouvido externo e/ou no ouvido médio. A  perda condutiva ocorre quando o som não consegue passar de forma eficiente pela orelha externa e média para chegar até a cóclea.



































Isto pode acontecer devido a:
- Presença de cerume (cera) excessiva no ouvido, a chamada “rolha de cera”.
- Presença de líquido na orelha média como ocorre nas otites.
Em grande parte dos casos estas perdas auditivas são temporárias e existem vários tipos de tratamentos medicamentosos ou cirúrgicos.

Existem, no entanto, casos em que a perda auditiva condutiva é permanente. É o que ocorre quando existe algum tipo de malformação do ouvido, ou seja, casos em que o ouvido não se formou normalmente. Por exemplo, algumas crianças podem nascer sem o conduto auditivo, outras podem nascer sem os ossículos da orelha.

Nestes casos o tratamento médico ou cirúrgico pode ser difícil ou mesmo inexistente. Muitas vezes para tentar algum tipo de tratamento cirúrgico é necessário esperar a criança crescer. Se este for o caso do seu filho, converse com o seu médico otorrinolaringologista e ele poderá dar mais informações e orientações.

Perda Auditiva Neurossensorial (ou Sensório Neural)

A perda neurossensorial é causada por alguma alteração no ouvido interno ou no nervo coclear (nervo auditivo). Geralmente a alteração está na cóclea e, em grande para das vezes, porque as células ciliadas não estão funcionando adequadamente.
Este tipo de perda auditiva é permanente.  Um exemplo é a deficiência auditiva causada pela Meningite.
O tratamento para este tipo de perda geralmente envolve o uso do  aparelho de amplificação sonora individual (“aparelho de surdez” ou  “aparelho auditivo”) ou o implante coclear (“ouvido biônico).

                              

Perda Auditiva Mista

A perda mista ocorre quando existe uma alteração no ouvido externo e/ou ouvido média e também no ouvido interno.
Por exemplo, se a criança possui uma perda auditiva neurossensorial e contrai uma infecção no ouvido, com presença de líquido no ouvido médio, ela pode desenvolver uma perda mista. Este tipo de deficiência auditiva pode ocorrer também devido a fatores genéticos, por exemplo, em crianças com malformação nos ossículos da orelha média e na cóclea.


































Perda Auditiva Central

Neste caso a alteração pode se localizar a partir do tronco cerebral até as regiões subcorticais e córtex cerebral. As perdas centrais são mais raras em crianças.
F.A.Q.
Desenvolvido por Lecom S.A.