Portal dos Bebês

Fonoaudiologia

Odontologia

FOB
Imprimir AumentarDiminuir

altere o tamanho do texto:

Alimentação do bebê com fissura labiopalatina

                          

O bebê sem a fissura labiopalatina quando se alimenta consegue colocar os lábios ao redor do seio ou do bico da mamadeira.  No caso do bebê com fissura no lábio, a abertura não permite que este contato ocorra completamente.

Se a fissura ocorre somente no lábio, pode acontecer o escape de leite pela boca, mas o bebê geralmente consegue mamar sem dificuldades, assim como o bebê sem fissura. O mesmo não acontece quando a fissura atinge também o céu da boca (palato).

Quando a fissura envolve o palato, a amamentação torna-se mais difícil para o bebê, que pode ter dificuldade para retirar o leite do seio ou da mamadeira. A sensação do bebê é semelhante àquela que sentimos ao tomar leite num copo usando um canudo com um furo.  Ou seja, quanto maior o furo no canudo mais difícil mover o leite do copo para dentro da boca. 

A dificuldade do bebê acontece porque a falta de separação entre boca e nariz compromete a pressão necessária para mover o leite do seio ou do bico da mamadeira para dentro da boca.  A grande maioria dos bebês com fissura, no entanto, se adapta e consegue mamar e crescer de forma saudável mesmo antes das cirurgias.  Ou seja, a criança poderá se alimentar desde o nascimento. Mas como o bebê consegue mamar com a fissura aberta?  É possível ajudar? E aqueles que têm dificuldade, o que os pais podem fazer?

Estas são perguntas importantes que a grande maioria dos pais e cuidadores fazem.  Se conversarem com pais de outros bebês com fissura (e é muito bom que o façam), vão realmente perceber que sim, o bebê consegue se adaptar e se alimentar mesmo com a fissura aberta.  O bebê se adapta rapidamente e ao invés de gerar pressão dentro da boca para sugar o leite, a maioria dos bebês com fissura no palato aprende a pressionar o bico da mamadeira (e com mais dificuldade o bico do seio materno) para retirar o leite. 






Nos casos quando o bebe não consegue retirar o leite da mamadeira ou do seio, quando engasga com muita frequência ou quando não mama o suficiente é muito importante buscar o ajuda de um profissional especializado o quanto antes, mesmo por telefone ou e-mail quando não conseguem consulta presencial com rapidez. 

Mudando o assunto, se quiser saber sobre a audição do bebê com fissura labiopalatina, clique aqui.
F.A.Q.
Desenvolvido por Lecom S.A.