Portal dos Bebês

Fonoaudiologia

Odontologia

FOB
Imprimir AumentarDiminuir

altere o tamanho do texto:

Indicadores de risco para a deficiência auditiva

Existem alguns fatores que aumentam a chance da criança nascer com deficiência auditiva ou desenvolvê-la durante a infância. São eles:

- Pessoas na família com deficiência auditiva desde o nascimento (congênita) ou com início na infância

Consanguinidade

- Infecções adquiridas no nascimento: Sífilis, Toxoplasmose, Rubéola, Citomegalovírus, Herpes, HIV

- Infecções bacterianas ou virais adquiridas após o nascimento: Meningite, Citomegalovírus, Herpes, Sarampo, Varicela

- Peso ao nascimento inferior a 1.500g

- Prematuridade ou pequeno para a idade gestacional (PIG)

Hiperbilirrubinemia

Apgar de 0 a 4 no 1º minuto, ou 0 a 6 no 5º minuto

- Permanência na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por mais de 5 dias

- Uso de ventilação mecânica no nascimento

- Uso de antibióticos que podem prejudicar a audição como aminoglicosídeos e/ou diuréticos de alça

- Malformações na cabeça e no rosto envolvendo orelha e osso temporal

- Síndromes associadas à deficiência auditiva: Wardenburg, Alport, Pendred, entre outras

- Traumatismo craniano

F.A.Q.
Desenvolvido por Lecom S.A.