Portal dos Bebês

Fonoaudiologia

Odontologia

FOB
Imprimir AumentarDiminuir

altere o tamanho do texto:

Otite Média

A otite média é uma inflamação da orelha média, que pode ou não ter origem infecciosa. Em algumas crianças, ela pode estar relacionada à ventilação inadequada da cavidade da orelha média, devido à disfunção ou obstruções da tuba auditiva (as causas das disfunções da tuba auditiva incluem alergia, adenóide, etc.). Pode ter como conseqüência, perda auditiva condutiva geralmente temporária, ou permanente, quando a doença evolui. O grau de perda auditiva oscila continuamente variando entre 15 a 45 dB.

Vários autores relatam que a causa mais comum da deficiência auditiva em crianças é a otite média, com uma incidência de 33.4%.
Estudos revelam que grande número de casos de otite média acontecem na infância. O período de maior ocorrência é no primeiro ano de vida, aparecendo depois, com muita freqüência, até os seis anos de idade e diminuindo no período escolar. No entanto, essa doença pode deixar seqüelas que precisam ser identificadas.

Analisando o comportamento auditivo da criança em casa e na escola, um sinal sugestivo de que está ocorrendo esse tipo de perda, é desatenção, o que faz com que a mesma freqüentemente peça ao interlocutor para repetir o que ele estava falando, ou até mesmo utilize interjeições como: “Hã?”, “O quê?”.
Além de uma “simples” desatenção, essas crianças podem apresentar alterações mais graves, como distúrbios de linguagem e de aprendizado, caracterizando-se por dificuldade em realizar tarefas na escola, como ditado de palavras ou troca de letras com sons semelhantes, como “p” e “b”, “c” e “g”, em atividades de escrita espontânea.


Veja também:

Fatores de Risco para a Instalação da Otite

Consequência da Otite Média na Criança

Diagnóstico da Otite Média

Otite Média Aguda

Otite Média Serosa

Otite Média Crônica

F.A.Q.
Desenvolvido por Lecom S.A.