Portal dos Bebês

Fonoaudiologia

Odontologia

FOB
Imprimir AumentarDiminuir

altere o tamanho do texto:

Sucção de dedo

A partir do nascimento, o bebê precisa se esforçar para superar várias etapas (como deixar o útero da mãe, o desmame) e aceitar a nova realidade que em resumo, é a separação da mãe.

Como auto-ajuda, nesta fase, a criança usa 'objetos de apoio', como o dedo na boca, chupeta, fralda no nariz, travesseiro, ursinho, que servem de ponte entre a fantasia e a realidade.

Crianças cujas mães não preenchem as necessidades de carinho, atenção e presença, terão mais dificuldade de ultrapassar a fase da infância e abandonar os hábitos orais, assim como, filhos de pais superprotetores que incentivam a criança a manter-se bebê.

Conforme o tempo passa, as chances de parar de chupar dedo espontaneamente vão diminuindo, tornando-se um transtorno para a criança e para a família.

A sucção do dedo pode causar prejuízos aos dentes e as funções de respiração, mastigação, deglutição e fala. Isto dependerá de que forma o dedo é levado à boca, da força em que é sugado e de quanto tempo o bebê permanece com ele na boca.

Agora que o seu bebê já tem 2 anos ou mais e você está decidido que o melhor para ele é parar de sugar o dedo, leia as dicas para facilitar esse processo, Clicando Aqui.

                                     
F.A.Q.
Desenvolvido por Lecom S.A.